fbpx

+55 18 2104 9412

Eventos e Mídias

O primeiro passo rumo ao USO CONSCIENTE DO SOM AUTOMOTIVO foi dado na Região de Presidente Prudente-SP.

19

Jun

| 2015


O primeiro passo rumo ao USO CONSCIENTE DO SOM AUTOMOTIVO foi dado na Região de Presidente Prudente-SP, acreditamos que o diálogo entre fabricantes, autoridades municipais e sociedade é muito importante para encontrar um bem comum à todos.

REUNIÃO_USO_CONSCIENTE_SOM_AUTOMOTIVO

Consumidores deverão receber orientações sobre a utilização do som em veículos na cidade

Membros do Conseg Centro-Sul e representantes das Polícias Militar e Civil, se reuniram na tarde desta terça-feira (16) com diretores da empresa Stetsom e Eros alto-falantes, na sede da Stetsom, no Distrito Industrial, em Presidente Prudente. A reunião teve como objetivo discutir o uso consciente por parte da população em relação ao som automotivo na cidade.

Na ocasião, o presidente do Conseg Centro-Sul, Rodrigo Romão enfatizou a importância de alertar a comunidade em relação aos prejuízos causados pelo som alto, além dos perigos que a poluição sonora pode trazer para a sociedade.

“Sabemos que existem pessoas que fazem o uso correto do som automotivo, porém, existem aqueles que perturbam o sossego dos moradores. Queremos através desta reunião firmar uma parceria e traçar uma estratégia com todos os envolvidos para conscientizar as pessoas sobre o uso saudável”, informou.

Durante a discussão, representantes das empresas Stetsom e Eros ressaltaram a importância de uma trabalho informativo junto aos consumidores e lojas que instalam os equipamentos de som e alto-falantes.

“Nós como empresa, temos essa preocupação com o uso correto do som. Vale ressaltar que existe um trabalho grande a ser feito, já que o som em alto volume e em locais em que não é permitido causa transtorno à população e é preciso educar alguns desses consumidores. Iremos desenvolver um trabalho com as lojas e fornecedores que vendem nossos produtos”, salientou o diretor de desenvolvimento da empresa Stetsom, Wilson Calza Júnior.

Outro assunto, também abordado na reunião, foi a criação de um espaço para a realização de eventos com som automotivo, para que os usuários possam desfrutar de um encontro recreativo e regulamentado na cidade – com horário para início e término – sem causar danos à população.

“Sabemos que nosso público tem entre 17 e 34 anos. Eles representam cerca de 92% das vendas e por isso queremos que eles aproveitem da melhor forma o equipamento adquirido de nossa empresa. Para isso, estamos propondo essa campanha de conscientização do bom uso do som. Já que deve refletir um resultado positivo tanto para a empresa, quanto para o policiamento e também as pessoas em geral”, informou o diretor da Eros alto-falantes, Luiz Roberto Fernandes.

Representando o Poder Legislativo de Presidente Prudente, o vereador Adilson Silgueiro, enfatizou o cuidado na escolha do local para a realização deste tipo de evento. “Acho extremamente válida a preocupação para determinar uma área para eventos voltados ao som automotivo. Para isso, me coloco à disposição no que for necessário na Câmara Municipal e sugiro que o Executivo também seja convocado para que possamos definir o espaço e outros detalhes”, salientou.

REUNIÃO_USO_CONSCIENTE_SOM_AUTOMOTIVO_2

Policiamento

O capitão da Polícia Militar, Marcelo Moura, avalia a reunião de forma positiva. “O objetivo é sempre melhorar a relação entre os usuários de som automotivos com a comunidade. Já que sabemos que muitas vezes quem sofre com o volume alto do som é a população que muitas vezes nos procuram para relatar algum tipo de perturbação de sossego”, afirmou.
Ainda segundo Moura, a PM irá realizar o trabalho de fiscalização, assim como tem trabalhado para atender as ocorrências que causem transtornos a população. “O que couber a Polícia Militar, haverá total colaboração na questão da fiscalização e principalmente ao que se refere a prevenção”, afirmou.

O delegado Luis Carlos de Oliveira representando a Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Presidente Prudente, salientou que a reunião é o primeiro progresso em relação as etapas que devem ser avançadas.

“É um trabalho excelente, já que as empresa demonstraram esse interesse. É necessário que os consumidores tenham essa orientação e façam o uso do som de maneira educada, pois vale lembrar, que o som em alto volume causa, além da perturbação de sossego, um problema de saúde pública”, disse.


Notícias Relacionadas